phone (51) 3595-2254 - Novo Hamburgo / RS

phone (51) 3589-4578 - São Leopoldo / RS

phone (31) 2551-2300 - Belo Horizonte / MG

Cervicalgia

 

Cervicalgia ou dor no pescoço é uma das condições médicas mais comuns. A dor no pescoço pode derivar de inumeras desordens e doenças. A coluna cervical é geralmente composta por sete vértebras, ligamentos e musculos, além de nervos e é responsável ​​pelo apoio de cabeça. O pescoço está geralmente em risco para muitas lesões, bem como tensões.

 

As condições mais frequentes que produzem dor no pescoço são:

- DOENÇA DEGENERATIVA DOD DISCO

- HÉRNIA DE DISCO

- TRAUMA

- TENSÃO E FADIGA

O envelhecimento pode provocar dor cervical e é a causa mais comum de dor. Tais distúrbios são relacionados com a coluna e se dão na forma de osteoartrose. Se os devidos cuidados não forem tomados, essa dor cervical pode resultar em questões graves.

Associada a dor no pescoço pode haver irradiação para ombros, escapula, membros superiores e dor de cabeça. Além desses sintomas o paciente pode sentir dormência, formigamento e fraqueza nos membros superiores. Quando esses sintomas estão presentes há possibilidades de compressão dos nervos ou estenose do canal medular.

A dor de cabeça associada a dor cervical chamamos de cefaléia cervicogênica e se dá por alterações degenerativas, fadiga ou tensionais. É comum haver compressão de nervos nessa situação. Em alguns casos o paciente pode queixar-se de tonturas e vertigem.

A maioria dos casos o tratamento conservador tem bom resultado. 
Além de medicação e fisioterapia mudanças no dia a dia são fundamentais para melhora e manutenção do bem estar.

Cuidados com a coluna cervical

- Evitar longos períodos com a coluna curvada ou em outras posições

- Evitar esforços excessivos com os membros superiores

- Se utilizar ou trabalhar com computador manter monitor na altura dos olhos

- Utilizar teclado e apoiar cotovelos no escosto lateral da cadeira

- Tentar manter cabeça alinhada com tronco

- Manter exercícios de alongamento e relaxamento cervical

 

Quando as dores não respondem a essas medidas lançamos mão de BLOQUEIOS CERVICAIS.

DENERVAÇÃO FACETÁRIA por radiofrequência é uma excelente opção para as dores cervicais de origem facetária que corresponde há 39% dos casos.

A ENDOSCPIA usamos quando existe hérnia disco ou compressão de nervo.

PROTESE CERVICAL e ARTRODESE são excelentes opções e é o Padrão Ouro para tais patologias.

A escolha da técnica dependerá de cada caso.